Marinha realiza exercício durante Operação Ágata Norte

 

Belém (PA), 30/10/2020 – Como parte das ações da Operação Ágata Norte, a Marinha do Brasil (MB) realizou nesta sexta-feira (30) exercício militar com lançamento de Carro Lagarta Anfíbio (CLAnf – veículo blindado de transporte de pessoal) e aeronaves AF-1 Skyhawk (caças).

20201030_AGATA-01.jpg

Coordenada pelo Ministério da Defesa (MD), a Operação Ágata emprega militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB) em ações preventivas e repressivas na faixa de fronteira terrestre e nas águas interiores, a fim de coibir delitos transfronteiriços e ambientais. A ação conta ainda com participação de órgãos federais e estaduais de segurança pública e ambientais.

20201030_AGATA-02.jpg

Em Belém (PA), o adestramento ocorreu na praia do Amor e contou com o apoio do Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia (G 40). A atividade teve caráter estritamente militar com objetivo de demonstrar a interoperabilidade dos meios.

Para o Tenente Fuzileiro Naval Vitor Lourenço, do Batalhão de Viaturas Anfíbias da Marinha do Brasil, o exercício teve a finalidade colocar em prática o adestramento da tropa, aproveitando a movimentação dos meios para a Operação Ágata Norte. “Realizamos o lançamento dos veículos anfíbios e da tropa de fuzileiros navais para simular a conquista de uma área de praia, afim de estarmos preparados para uma eventual ação desse porte durante a operação”, disse.

20201030_AGATA-03.jpg

Presente na realização do treinamento o delegado federal Alexandre Brabo destacou a importância das ações interagências como a Operação Ágata Norte. “Com essas ações integradas o Estado se mostra presente e cumprindo suas atribuições legais de forma efetiva. Junto com as demais agências e as Forças Armadas, a Polícia Federal realiza a suas atribuições legais de polícia judiciária realizando um trabalho integrado de inteligência e fiscalização”, declarou.

Além de Fuzileiros Navais e do NDM Bahia, o exercício militar contou com a participação dos seguintes meios navais e aeronavais: cinco Carros Lagarta Anfíbio (CLAnf – veículo blindado de transporte de pessoal) e duas aeronaves AF-1 Skyhawk (caças), além do Navio-Patrulha “Raposo Tavares”, Navio-Patrulha “Guanabara”, embarcação Aviso de Patrulha Tucunaré, Lanchas de Operações Ribeirinhas Rio Negro e de Ação Rápida e helicóptero UH-15 Super Cougar.

20201030_AGATA-04.jpg

Operação Ágata Norte

As Forças Armadas, em conjunto com órgãos estaduais e federais e agências de segurança pública e ambientais, como Polícia Federal, Receita Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Agência Nacional de Mineração, realizam, no mês de outubro e novembro, ações preventivas e repressivas contra delitos transfronteiriços e ambientais, de descontaminação (Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica) e de assistência hospitalar nos estados do Pará e Amapá. A operação conta com a participação de 3.605 militares das Forças Armadas, bem como de mais de 70 meios navais, cem meios terrestres e oito aéreos.

Estiveram presentes na ação o Chefe do Estado Maior das Forças Armadas (CEMCFA) do MD, Tenente Brigadeiro do Ar Raul Botelho; o Comandante de Operações Navais da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Alípio Jorge; o Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra Paulo Zuccaro; o Comandante de Operações Aeroespaciais da Força Aérea Brasileira, Tenente Brigadeiro do Ar Jefferson Domingues de Freitas; o Comandante da 8ªRegião Militar, General de Divisão Maurílio Ribeiro; entre outras autoridades militares.

Por Tenente Antonio Gonçalves
Fotos: Antônio Oliveira

Confira os destaques da semana:

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Créditos: Ministério da Defesa