Inscrições para curso de gestão do turismo no Piauí terminam amanhã

QUALIFICAÇÃO

Capacitação é gratuita e voltada para trabalhadores e gestores do setor que atuam na rota turística de Teresina e Serra da Capivara

Por Amanda Costa

250920_-_Serra_da_Capi.jpg

O Parque Nacional da Serra da Capivara é Patrimônio Mundial da Unesco. Crédito: Chico Rasta /MTur

Trabalhadores e gestores do setor de turismo que atuam na região turística “Teresina e Serra da Capivara”, no Piauí, têm até este sábado (05.12) para se inscreverem no curso gratuito de “Política e Gestão para o Turismo de Base Territorial”. A rota abrange a capital Teresina e os municípios de Santa Cruz dos Milagres e de São Raimundo Nonato. Mas também podem se inscrever no curso moradores do município vizinho de Pedro II.

O objetivo da qualificação é possibilitar o desenvolvimento do potencial turístico da região, apoiando o planejamento de ações locais. Assim, podem participar gestores públicos e privados, formadores de opinião, líderes comunitários e demais integrantes do trade turístico. As aulas começam no dia 14 de dezembro e seguem até 25 de janeiro do próximo ano.

Clique AQUI para se inscrever.

“Este curso se propõe a atender uma demanda da própria região para fomentar o seu desenvolvimento a partir de uma maior estruturação do destino e da oferta dos serviços turísticos. É uma região com uma vasta riqueza história e abundante beleza natural”, destaca o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França Cordeiro.

Desenvolvido no formato EAD (ensino a distância), o curso tem carga horária de 40h e será realizado através das plataformas Google Meet e Google Sala de Aula. A iniciativa integra as atividades da Rede Quali Piauí, apoiada pelo Ministério do Turismo; Centro de Excelência de Turismo da Universidade de Brasília (UnB); Instituto Federal do Piauí; Universidade Estadual do Piauí; e Escola Família de Turismo do Piauí.

Para se inscrever, o interessado também deve enviar uma carta de intenção descrevendo sua atuação ou ligação com o turismo na rota turística de Teresina e Serra da Capivara.

QUALIFICAÇÃO NO TURISMO – O curso para trabalhadores e gestores que atuam na região “Teresina e Serra da Capivara” é o primeiro de uma série de outros cursos que atenderão as reais necessidades de qualificação em rotas de todo o Brasil. Para identificar estas carências, o Ministério do Turismo encomendou um diagnóstico das 30 rotas turísticas do país que fazem parte do programa Investe Turismo, que busca estruturar roteiros estratégicos. Este mapeamento está sendo realizado pela Universidade de Brasília (UnB).

Em breve, o MTur oferecerá novos cursos de qualificação, a partir das principais necessidades levantadas em mais sete rotas turísticas: Brasília e Chapada dos Veadeiros; Goiânia, Pirenópolis e Goiás; Belém, Ilha do Marajó, Santarém e Alter do Chão; Natal e litoral; Belo Horizonte e Cidades Históricas de Minas; Rio de Janeiro Imperial; e Corredor do Iguaçu, no Paraná.

INVESTIMENTOS – Em julho deste ano, em visita à região, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciaram um investimento de R$ 6,5 milhões para obras de infraestrutura turística no município de São Raimundo Nonato, que abriga o Parque Nacional da Serra da Capivara. O parque é um verdadeiro museu a céu aberto, reunindo mais de mil sítios arqueológicos, uma das maiores concentrações em todo o mundo. Instituído como Patrimônio Mundial da Unesco em 1991, os 173 sítios arqueológicos abertos à visitação dentro da unidade de conservação atraem mais de 20 mil turistas anualmente.

Em julho deste ano, em visita ao Piauí, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciaram um investimento de R$ 6,5 milhões para obras de infraestrutura turística no município de São Raimundo Nonato, que abriga o Parque Nacional da Serra da Capivara. O parque é um verdadeiro museu a céu aberto, reunindo mais de mil sítios arqueológicos, uma das maiores concentrações em todo o mundo. Instituído como Patrimônio Mundial da Unesco em 1991, os 173 sítios arqueológicos abertos à visitação dentro da unidade de conservação atraem mais de 20 mil turistas anualmente.

Edição: Vanessa Castro

WhatsApp Image 2020-09-02 at 15.22.56.jpeg

Créditos: Ministério do Turismo